Que vergonha!


Vai me dizer que você nunca se sentiu envergonhado em alguma situação, vivendo em um país estrangeiro. E que em seu país você nunca passaria por isso porque lá você se sente seguro.

Pois é, comigo isto sempre acontece. Eu sei que é por causa da lingua. Sempre tento passar despercebida, mas eu sou uma mulher grande, então não tem jeito.

Tentei ser discreta na escola que meu filho começou a frequentar este ano - kindergarten, mas foi impossível, porque o pirralho é o menino mais famoso das três turmas da mesma classe, então toooooooooooooodo mundo vem falar comigo.

Eu fico com vergonha de pedir que as pessoas falem mais devagar para que eu possa entender, aliás tem dias que eu até pesso, mas normalmente elas não atendem ao meu pedido, rs.
Sinto que as outras mães querem se aproximar e puxar papo, mas eu me retraio. Tá bom, isto está diminuindo, mas é que me sinto como se estivesse começando no primeiro ano da escola, é tão estranho.

Claro que encontro muita gente paciente que adora saber que sou brasileira (devo salientar que não moro em um lugar que tenham brasileiros), ficam curiosos, perguntas muitas coisas, mas normalmente eu fico envergonhada.

Quer um exemplo? no dia das bruxas eu não saí com meu filho para pegar doces. Simplesmente não consegui me imaginar fazendo isso. Tá bom, muitos irão dizer que os pais não precisam ir até a porta da casa das pessoas, normalmente ficam de longe olhando, mas mesmo assim não deu.

Claro que uma boa terapia ajuda, rs, dominar a lingua também, porque se tem uma coisa que não sou é tímida, mas aqui nos Estados Unidos isso tem sido uma constante.

E com você isso já aconteceu ou ainda acontece?

Conta para a gente.

13 BRASILEIROS:

Glenda Dimuro disse...

Te endendo perfeitamente pq aqui na Espanha eu sou uma pessoa mil vezes mais tímida. Coisas cotidianas as vezes me travam mesmo, o que me irrita muito, porque no Brasil eu nunca sentiria essa falta de segurança. Já fazem quatro anos que moro aqui e no inicio era bem pior. Mas não estoy 100% recuperada! :)
Abraço!

Cristiane A. Fetter disse...

Glenda, é difícil admitir isso não é?
Ainda mais para pessoas como a gente, que nunca teve estes problemas antes.
Acho que estes episódios estão nos ensinando que somos humanas, normais, com fraquezas e necessidades.
bjks

Marlia disse...

Cris,

A coisa mais importante para se falar outra lingua é falar.... aproveita essa oportunidade e usa isso para o seu proveito. Fala com as outras maes, escuta, procura entender... e caso voce não entenda não se sente envergonhada de perguntar o que ela quer dizer com aquela frase... what do you mean... ou pede desculpa e diz que não entendeu e pede para a pessoa explicar de outra forma... as vezes é questão de acostumar o ouvido com a palavra nova. Conversa muito, isso vai te ajudar no futuro.
Tenho percebido que as pessoas aqui em Maryland são muito atenciosas, e te ajudam até a completar a frase quando ve que se tem dificuldade. Acho que o mesmo deve acontecer por aí.
Claro que todos sem excessão já passamos por isso... faz parte de aprender outra lingua, e ainda mais pra nós que já viemos do Brasil adultas.
Tudo que voce está passando é normal. Cada um tem sua experiencia de vida e as vezes é um pouco diferente da sua, mas todos nós temos nossas peculiaridades, não é?
Bjs,
Marlia

Michelle disse...

eu sou a timidez em pessoa tb, mas por incrivel que pareca, eu fiquei mais "atrevida" desde que cheguei na alemanha hehe ate pq as pessoas aqui sempre dizem o que pensam, e apesar de timida eu nao levo desaforo pra casa ;) isso ajudou bastante, mas as vezes tb me pego fugindo das situacoes que nao gosto. bjs!

Camila disse...

Eu passei a ter pavor de telefone depois de ter mudado pra Alemanha... E tb nao morro de amores por ter que abrir a boca pra falar com gente que eu nao conheco...

Anna Thereza Di Maximo(o sobrenome é do meu pai rs) disse...

Oi Cris,

Achei seu blog bem legal!!!
Olha já morei em Portugal estive uma temporada na Alemanha e faz 5 anos que moro aqui na Espanha e tem coisas que não consigo fazer nem com muita força de vontade viu!!
Bjs

Ann Moeller disse...

Oi, meu blog esta de volta finalmente, rsrs
Concordo com a MArlia, voce tem que tentar...quanto mais vc falar, mais facil vai se tornando devido a pratica e ao som das palavras se tornarem mais conhecidas...sei que nao deve ser facil, mas, se vc deixar a timidez e o medo tomarem conta de voce, estara perdendo otimas oportunidades para praticar e tambem, quem sabe fazer novas amizades!
Boa sorte!
xx

Cristiane A. Fetter disse...

Marlia isso é que é engraçado, eu nunca tive timidez e sei que acontece o mesmo com outras pessoas, simplesmente dá um bloqueio, talvez pela busca da perfeição sei lá, ou talvez até mesmo por alguns expatriados como eu não precisarem ir a rua para ganhar a vida.
Não é fácil não amiga,rs
bjks

Cristiane A. Fetter disse...

Michelle, você tocou em um ponto interessante, fugir das coisas que não gostamos. Pensando bem eu também vivo estas situações.
Eu gostaria de ter ficado mais atrevidas, rs.
bjks

Cristiane A. Fetter disse...

Camila, eu também passei a ter pavor, e por isso eu até comprei um aparelho que "fala" o nome de quem está ligando, assim se eu não quiser não tendo, rs.
Que feio isso, mas fazer o quê, aqui descobri que sou mais vulnerável do que eu pensava.
bjks

Cristiane A. Fetter disse...

Anna, este ano até que está mais fácil para mim, tive que entender meus medos. O bom é que estou me conhecendo melhor, mas tem coisas que ainda me deixam muito inseguras e outras que não faço nem amarrada, rs.
bjks

Cristiane A. Fetter disse...

Ann tudo que a Marlia falou é verdade, mas como lutar contra este estado de bloqueio que sentimos? muitos brasileiros que conheço passaram e ainda passam por isso. Conheço uma que com 3 meses aqui entrou em um estado de depressão que nem a base de remédios ela melhorou, teve que voltar para o Brasil para se tratrar e melhorar, ela diz que foi horrível e até hoje tem sequelas do acontecido.
É bem complicado ou mais complicado do que parece.
bjks e bem vinda

Andrea disse...

Oi Cristiane
Aqui na Espanha eu travei muito!
Vivo aqui a 5 anos e meio.
Chego a dizer que inclusive mudei minha forma de ser...
Mas hoje em dia nao ando muito preocupada nao, e tenho me liberado muito mais! Eu diria mais e mais a cada dia!!!
Acho que o idioma tb facilita, já que ao menos para mim o espanhol é muito mais facil que o inglês ( e olha que eu nao tenho facilidade nenhuma para idiomas).
Creio que com o tempo as coisas se encaixam e vc se libera!
bjs